Semana da Cultura Nordestina - Capoeira

03 de agosto - Dia do Capoeirista

Imagem: Play - Capoeira Angola Hoje vamos homenagear o dia do Capoeirista. Capoeirista é a pessoa que pratica capoeira, um estilo de dança e luta que é originalmente típica da região Nordeste do país, em especial na Bahia. A escolha por este dia, se reflete na Lei nº 4.649 de 1985, do governo de São Paulo, que instituiu oficialmente esta data, como celebração a todos os capoeiristas.


A Capoeira é uma expressão cultural brasileira que se estrutura a partir da dança, luta, artes marciais e música. É uma forma de expressão das raízes africanas que nasceu como um meio de luta e resistência, na época da escravidão no Brasil. A história aponta que cerca de 3 a 5 milhões de africanos foram aprisionados e trazidos para o Brasil, sendo forçados a trabalhar nas áreas da agricultura, mineração e com serviços domésticos. Para se defender dos golpes dos capatazes, os povos cativos usavam de movimentos rápidos para se desviar das chicotadas e aplicar, com os pés, pancadas no “adversário”. Por se parecer com uma luta e nessa época, os senhores de engenho proibirem as pessoas escravizadas de praticar qualquer tipo de luta, estas, disfarçavam os movimentos de combate, com música e dança.

O fato de a cultura africana ter como característica a oralidade para transmissão de sua história, por muitas gerações, não existe ao certo a origem do termo capoeira. Existem duas indicações mais prováveis:


Foto: acervo Iphan

Uma remete ao idioma tupi. “Ka’a” significa mata e puêra significa o que foi. Segundo consta, quando os povos escravizados escapavam de seus cativeiros, por muitas vezes se ocultavam nas matas rasteiras, de agricultura indígena. A outra explicação, provém de um cesto denominado de capoeira onde os povos escravizados carregavam as mercadorias para os centros comerciais da época. Segundo alguns historiadores, neste percurso, praticavam a combinação de luta e dança, que acabou sendo chamada pelo nome do cesto - Capoeira. O Berimbau é o principal instrumento utilizado nas rodas de capoeira.

Existem muitos estilos de capoeira, contudo, são dois os mais conhecidos: Capoeira Angola: Segundo pesquisas, o nome vem do porto de Angola, principal ponto de embarque dos africanos escravizados. Trata-se de estilo mais lento, com movimentos mais sutis e praticados mais próximo ao solo. O Mestre Pastinha é o mais famoso da capoeira angola. Fundador do extinto Centro Esportivo de Capoeira Angola (CECA), no Largo do Pelourinho, em Salvador, Bahia.

Foto: Freepik

Aproveitamos para apresentar um projeto do Mestre Geraldinho que criou a Gingoterapia - Capoeira adaptado para a melhor idade. Sensacional!!

https://m.facebook.com/gingoterapia/


Mestre Curió – O menino Jaime Martins dos Santos, nasceu em 23 de janeiro de 1937, em Candeias e vem de uma família de capoeiristas: dona Maria Bispo (Pequena) e José Martins dos Santos (Malvadeza), o Martim da Pemba, e neto de capoeirista Pedro Virício (Curió). Cresceu em Santo Amaro e começou a aprender capoeira com seu pai e avô. Discípulo de Mestre Pastinha, sua historicidade é marcada pela luta em manter viva e fortalecer a Capoeira Angola, tendo participação ativa nos movimentos e eventos relacionados, como: Frede Abreu chamado 1° Seminario de Capoeira e festival de Ritmos de Capoeira com M Cobrinha Verde, M Gigante, M João Grande e outros; A Velha Guarda em Fortaleza com M. Waldemar e M Boca Rica, Visita a Floripa, com M Bobó e M João Pequeno, dentre outros.

Foto IRDEB

Gravou seu CD A voz viva da capoeira Angola em México e Também foi condecorado com a Medalha Zumbi dos Palmares.

No 7 de janeiro de 1982, fundou a Escola de Capoeira Angola Irmãos Gêmeos (ECAIG), onde continua ensinando no forte de capoeira em Santo Antônio Além de Carmo, Salvador - BA.

0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo