Museus - Museus Afro Brasileiro - MAFRO

Honrando e celebrando as matrizes africanas, hoje apresentaremos o Museu Afro Brasileiro, o MAFRO!


Sediado em Salvador, num esplêndido conjunto arquitetônico, local onde funcionou o Real Colégio dos Jesuítas, do século XVI ao XVIII e a partir de 1808, a primeira Escola de Medicina do Brasil, situado exatamente no Largo do Terreiro de Jesus, Centro Histórico da Cidade. ​

O MAFRO foi criado em 1974 e inaugurado em 07 de janeiro de 1982, a fim de atender aos anseios por um espaço de acolhimento, conservação e disseminação dos acervos relativos às culturas africanas e afro-brasileiras, visando intensificar as interações com a África e confirmar a relevância deste Continente na formação da cultura brasileira, bem como estimular o contato com a comunidade local – Assim fundamenta-se sua criação, que corresponde ao Centro de Estudos Afro-Ocidentais da Universidade Federal da Bahia. Vale destacar que seu projeto original, foi concebido pelo antropólogo e fotógrafo Pierre Verger, e desenvolvido no início da década de 80 pela arquiteta Jacyra Oswald e pela etnolinguista Yeda Pessoa de Castro, com a contribuição de outros professores e pesquisadores da Universidade Federal da Bahia e consultores externos. ​

Sob a Gestão do Museólogo Marcelo Cunha e com participação de uma equipe de consultores, entre 1997 e 1999, o MAFRO passou por um processo de modernização da sua exposição, que vem sendo redimensionada regularmente, com modificações nos últimos anos. Desde a década de 90, a gestão técnico administrativa do MAFRO, vem sendo desenvolvida pelos docentes do Departamento de Museologia da UFBA. Ao longo desses anos, este belíssimo Museu vem se consolidando “como um espaço de investigação e ensino relacionados à museologia e seus processos operatórios, promovendo atividades de pesquisa, ensino e extensão, difundindo informações oriundas do seu acervo, por meio de cursos, exposições temporárias e publicações, procurando oferecer subsídios aos pesquisadores e inúmeros estudantes que visitam o museu”.

O Museu Afro Brasileiro da Universidade Federal da Bahia, abrange um acervo de mais de 1100 peças que integra as duas culturas: da cultura material africana e a coleção da cultura material religiosa afro-brasileira. Conta com uma biblioteca online e uma Revista Eletrônica – Africanidades; contém uma diversidade de produções de artigos, teses e dissertações, resguardando e disseminando conhecimentos nesta seara. Este espaço riquíssimo, conta a história de variadas exposições: de longa duração e exposições temporárias. Também dispõe de uma equipe técnica que desenvolve um Projeto de atendimento a visitações previamente marcadas, para o público escolar e em geral, que neste momento encontra-se desativado por conta da necessidade de distanciamento físico, causado pela COVID-19. Importante ressaltar que ao longo de sua existência, o MAFRO vem contribuindo ativamente com a preservação e difusão destas importantes matrizes culturais para a constituição do povo brasileiro. E você, já ficou curioso frente ao belo prédio situado no Terreiro de Jesus? Já visitou ao MAFRO? Quer saber mais? Se liga: MAFRO – Museu Afro-Brasileiro Largo do Terreiro de Jesus, Prédio da Faculdade de Medicina da Bahia, CEP 40.026-010 – Centro Histórico Salvador – Bahia. Telefone: +55(71)3283-5540

0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo