Maria Amélia de Araújo


Nascida em Mataripe, então vila do município de Candeias, no recôncavo baiano, Maria Amélia de Araújo, ainda criança pequena, mudou-se com a família para Salvador, bairro popular da Caixa D’Água, onde cresceu. Com o apoio incondicional de sua mãe, cursou Serviço Social e em seguida foi aprovada em vários concursos públicos, enfrentando as dificuldades da vida com determinação, bom-humor e resiliência.


Educadora e Assistente Social, Amélia se especializou em Arte Educação e em Educação para a Saúde e se dedica, há mais de 30 anos, ao trabalho de Educação em Saúde. Durante sua atuação em Moçambique, nos anos 90, criou uma metodologia baseada na abordagem lúdica, tema de seu livro “Abordagem Lúdico-educativa em Saúde, uma experiência em Moçambique e Bahia“ e que vem pautando sua atuação como servidora da Secretaria Estadual de Saúde – SESAB e da Secretaria Municipal de Saúde de Salvador – SMS.


A abordagem de temas de educação e saúde de forma lúdica tem sido a marca registrada de Amélia Araújo, desde quando coordenou, como servidora da SESAB, um projeto de produção de programas de rádio e TV, no IRDEB, sobre o assunto até os dias atuais em que tem participado, como colaboradora, da programação de diversas emissoras de rádio, além de estar presente, às terças e quintas-feiras, no canal do YouTube da Rádio Cajueiro Família, trazendo os conteúdos de saúde através de paródias, poemas, dramatizações.


Mãe e avó, Amélia não se contentou em atuar com as artes apenas no âmbito profissional! Sua paixão pela música a inseriu no universo da percussão e do samba de roda, levando-a a integrar a Oficina de Sons e a Roda de Samba de Mulheres de Itapuã como percussionista, Amélia da Cuíca. Animada, Amélia participou do nosso Carnaval Inventivo cantando e tocando; mais uma forma inventiva de viver a vida!








Posts Relacionados

Ver tudo