Amém (Cecilia Meireles) Por: Jane Carvalho




Hoje iniciamos uma nova e saborosa ação: "Às Quartas Poetizamos!"


O convite é: Quem se sentir chamado e com vontades, pode nos enviar em forma de áudio, vídeo, ou mesmo escrita, uma poesia que lhe seja significativa! Pode ser de sua autoria, ou não... O Importante é que você Declame... Reclame... Ame... Poesias!


Iniciamos com a poesia de Amém de Cecília Meireles, na voz da inventiva Jane Carvalho. Aguardamos sua preciosa participação!


Amém


Hoje acabou-se-me a palavra,

e nenhuma lágrima vem.

Ai, se a vida se me acabara

também!

A profusão do mundo, imensa,

tem tudo, tudo - e nada tem.

Onde repousar a cabeça?

No além?

Fala-se com os homens, com os santos,

consigo, com Deus. . . E ninguém

entende o que se está contando

e a quem. . .

Mas terra e sol, luas e estrelas

giram de tal maneira bem

que a alma desanima de queixas.

(Cecília Meireles)


#Inventividade#asquartaspoetizamos#poesia#ceciliameireles

0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo